quarta-feira, maio 03, 2006

OPINIÃO:

SEPARATISTA? POR QUE NÃO?

Waldir Frares*

Sim, sou separatista e lhes digo porque. Com uma breve e singela análise da História do país, veremos que o Brasil, a exemplo de tantos outros países, nunca foi e não é uma união perfeita de povos, e esse povo não viveu e não vive em perfeita harmonia. Tiradentes, um libertário, lutou por um ideal, a independência de Portugal, que oprimia o povo das Minas Gerais; Canudos, lutaram pela sua libertação; o povo gaúcho (Farrapos) ; não aceitou o domínio do Império de Portugal e, derramou seu sangue pelos canhadas e cochilhas do Rio Grande e os irmãos catarinenses também lutaram bravamente na Guerra do Contestado, defendendo a sua Independência do jugo centralizador. Isso, num breve e singelo relato.

E todas estas lutas tiveram um objetivo comum: autodeterminação de seus povos. E hoje mais do que nunca, os povos do Sul do Brasil mobilizam-se para deixarem de ser escravos do Império Federal, centralizador e de representação duvidosa. O que está acontecendo com os povos do Sul e já vem a muito, é um descalabro. O império dominado por latifundiários do Centro, Norte e Nordeste, determina a política do todo, esquecendo que o Sul é quem mais produz, pois que representamos, em apenas três Estados, 25% (vinte e cinco por cento) da produção e exportação Nacional. E o que ganhamos com isso? Enquanto que os filhos pródigos, que nunca retornam, gastam, e muito mal, as riquezas que aqui produzimos.

A proporção, população representantes no Congresso Nacional, ou melhor vergonha nacional, que é a lógica de uma Federação, é absolutamente covarde, pois que um voto de um nortista representa 33 votos de um sulista, isso é igualdade que a Carta Magna (ou melhor carta magra) tanto propala? Demonstrando, podemos afirmar que com o número de habitantes que tem o Estado do Piauí, comparado com o número de representantes que aquele estado tem no Congresso Nacional, o Sul teria que ter 1500 deputados federais.

Um absurdo não? Mas é exatamente isso que vem acontecendo. Tudo por concessões feitas pelos governos militares, que para se manterem no poder criaram esta fabula de Parlamento. E qual é a conseqüência disso? Enquanto o Rio de Janeiro constrói a Linha Vermelha, para levar a elite do centro da cidade para o aeroporto, a elite, porque pobre não viaja de avião; diga-se a bem da verdade construída por um sulista; São Paulo orgulha-se de seus túneis modernos e rodovias de primeiro mundo, o Sul vê seus filhos morrerem em rodovias sem o mínimo de condições de trafego. Rodovias que são perfeitas armadilhas para os que nelas se aventuram andar. Viajar pelas estradas do Sul é o mesmo que viver em um país em Guerra Civil, onde você sabe que vai, mas não sabe se volta. Matam mais que a guerra civil da já desmembrada Iugoslávia, é só ver as estatísticas. Pois os buracos são tantos que parecem minas de guerrilhas, e o que pior, matam inocentes trabalhadores, pais de família. É trabalhadores, porque políticos e elite viajam de avião: Enquanto os paulistas choram a morte de seus filhos mortos na Revolução de 1932, por uma justa causa, não sei. Os sulistas choram a morte, diária, de seus filhos nas rodovias, ou armadilhas, federais que cortam a região sul é, que já estão batizadas de corredor da morte (parece coisas de nazismo) mas não, é coisa de Brasil, como diz o plim-plim de certa emissora.

Qual a família de sulista, que possua um automóvel, que já não tenha passado por um acidente em nossas rodovias? É quase impossível encontrar alguém que não tenha chorado com tal irresponsabilidade.

E então companheiros sulistas ou não, tenho ou não razão de ser separatista?

*Waldir Frares, é advogado e empresário em Maringá - PR.

2 Comentários:

Anonymous Thiago J.G.d'G. disse...

Buenas
Também sou de Maringá, nascido e crescido e acabo esse ano o curso de Direito na UEM.
Digo isso pois é tema da minha monografia de conclusão mudanças necessárias para acabar com essa usurpação tupiniquim.

Apoio cada letra escrita por ti e as faço minhas.
HEP!

9:34 PM  
Anonymous Anônimo disse...

Concordo contigo caro amigo separatista, as nossas estradas sáo verdadeiras trilhas de carroções, que matam nossos irmãos, enfraquecem a nossa economia, temos gigantescas industrias, mas trabalhamos para que isto se tornasse uma realidade, em nossos estados a industria, a agricultura familiar e a pequisa andam unidas em um só ideal a bem estar de nossa nação


Adilson da Silva

6:09 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial