terça-feira, março 13, 2007

VIVA O SUL LIVRE!!!



"Pedalando pelo Sul Livre" inicia neste domingo

Músico e esportista presidente do Movimento O Sul é o Meu País deve passar por diversas cidades do litoral do Paraná e Santa Catarina nesta primeira etapa do "pedalando pelo Sul Livre"

Inicia neste sábado (10) em Pontal do Paraná, pequeno município do litoral paranaense a trajetória de James Fioravanti, presidente do Movimento O Sul é o Meu País, que pretende pedalar por todo o litoral da região Sul-Brasileira, divulgando os ideais desta entidade. Criada e legalizada em 1992, o Movimento completa 15 anos em maio próximo e para comemorar, agendou neste ano uma série de eventos nas principais cidades pólos do Sul.


Pregando a "autodeterminação do povo Sulino", através de panfletos e da bandeira da entidade (toda azul com três estrelas em forma de triângulo no canto superior esquerdo, representando o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), James, que é músico em Pontal do Paraná encontrou no esporte uma maneira de divulgar o movimento. "Vamos pedalar por toda a planície litorânea Sulista, de Pontal do Paraná ao Chuí, e por onde for passando vamos entregando panfletos de conscientização e convite para que as pessoas venham conhecer nossa entidade", disse Fioravanti.


De acordo com ele, o papel e os objetivos do Movimento O Sul é o Meu País são "elaborar estudos e organizar debates livres para avaliar as possibilidades pacíficas e democráticas de autodeterminação do povo Sulino, através da forma plebiscitária". Uma outra frente de trabalho aberta pelo Movimento é a conscientização da população destes três estados no que diz respeito ao que ele chama de exploração e colonialismo mantido por Brasília. "Nosso Movimento quer discutir com o povo Sul-Brasileiro se vale mesmo a pena continuarmos mantendo esta situação onde quase 40% de tudo que produzimos vai para Brasília e la se perde, sendo consumido pela corrupção que campeia solta no Planalto Central", diz ele.


As criticas vão além da questão econômica: "O desrespeito à regra constitucional de que todos os brasileiros são iguais perante a lei, além de que a cada eleitor deve corresponder um voto, permite que a representação na Câmara Federal seja viciada. Uma perniciosa representação parlamentar gritantemente desproporcionalizada, quebra também o preceito estabelecido na Constituição sobre a igualdade entre os Estados Federados. A atual ausência de autonomia legislativa que deveria ser conferida às Assembléias Legislativas dos Estados, que permita legislar sobre matéria cultural, previdenciária, sanitária, penal, tributária e outras, também nos deixa indignados", reclama. "Além de tudo isso, o descaso com que o Sul tem sido distinguido permanentemente, sendo relegado sempre a um segundo plano, tendo seus projetos e anseios sempre adiados indefinidamente nos deixa a impressão de que para o Brasil somos apenas escravos do sistema, afinal, por que valemos menos que outros brasileiros?", pergunta ele.


As críticas históricas do Movimento O Sul é o Meu País vão além dos reclames por autonomia e impostos menores. "A falta de investigação séria e veloz diante das constantes e crescentes denúncias de estelionato, de peculato, de formação de quadrilha e de locupletação com os recursos do erário, com a impunidade que graça nos altos escalões do sistema pseudo-federativo brasileiro, nos fazem acreditar na veracidade e atualidade das afirmações de Rui Barbosa que já dizia, "de tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto", cita.


PEDALANDO POR IDEAIS


A viagem de bicicleta, enfrentando as intempéries de um fim de verão na região Sul é tarefa nada fácil. Mas James diz que tudo vale a pena sendo em prol da divulgação e do engrandecimento do Movimento, já que a entidade não possui recursos financeiros para fazer uma divulgação de alcance maior. "O que temos feito para que os Sulistas saibam da nossa existência e conheçam nosso programa de ação é divulgado pelos meios alternativos e nem sempre alcançam as grandes massas. Por isso que cada membro, militante, simpatizante e liderança, ao entrar no Movimento, tem como dever dar sua parcela de contribuição pessoal em prol da divulgação de nossa luta", enfatiza.


A viagem começa neste domingo em Pontal do Paraná (PR) de onde James parte com destino a São Francisco do Sul em Santa Catarina, onde pretende chegar por volta das 17 horas. Neste município, a previsão é reunir-se com simpatizantes e lideranças do Movimento e descansar. Na manhã de segunda (12), Fioravanti volta a estrada rumo a Barra Velha, podendo alcançar Piçarras até o entardecer. Na terça-feira pela manhã parte com destino a Itajaí, com previsão de chegada por volta das 15 horas, quando deverá ser recepcionado por lideranças do Movimento no Vale do Itajaí.Na quarta-feira pela manhã parte com destino a Florianópolis, onde também se reunirá com militantes do Movimento e finaliza a primeira etapa da viagem. "Devemos descansar dois ou três dias e avaliar com nossos companheiros e companheiras esta primeira etapa", diz Fioravanti.


Toda a viagem de James poderá ser acompanhada pelo blog: http://jamesfioravanti.gigafoto.com.br/

ROTEIRO DE DIAS E CIDADES:
1° dia:
11//03 - Domingo - Saída: 7 hs
Cidades: Pontal do Paraná, Matinhos, Guaratuba, Itapoá, São Francisco do Sul, Barra do Sul;

2° dia:
12/03 - Segunda-feira - Saída: 8hs
Cidades: Barra do Sul, Barra Velha, Piçarras, Navegantes, Itajaí;

3° dia:
13/03 - Terça-feira
Pausa para descanso em Itajaí e reunião com lideranças do Vale do Itajaí;

4° dia:
14/03 - Quarta-feira - Saída: 8:00
Cidades: Itajaí, Balneário Camboriú, Itapema, Tijucas, São Miguel, Biguaçu, Florianópolis;

5° dia:
15/03 - Quinta-feira
Pausa para descanso em Florianópolis e reunião com lideranças da grande Florianópolis;


CONTATOS COM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL:

Celso Deucher - Brusque - SC
Fones: (47) 3350-6738 - 9138-2929
E-mail: gesul@lagunavirtual.com.br


CONTATOS COM JAMES FIORAVANTI:

Fone: (41) 9655-5736
E-mail: jbfioravanti@onda.com.br

1 Comentários:

Blogger erzartz disse...

Olá. Eu gosto da iniciativa de vocês. Eu sou paulista e gostaria que o mesmo fosse feito aqui. Mas tem uma coisa que quero saber. Como é a aceitação ai desse desejo? A maioria do pessoal dai aprova? Aqui em SP nem vejo por onde começar. Gostaria de umas ideias de como mobilizar as pessoas e as fazerem entender que é necessário deixar o Brasil para Brasilía e os governantes nordestinos.

10:46 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial